Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Feira do Livro de Caçapava: uma entrevista com Pedro Vanolin Macedo

 Fonte: Caçapavaonline
Por Gabriel Haag
Da redação | Grupo A Palavra

Acontece, de 27 de abril a 6 de maio, no salão paroquial de Caçapava do Sul, mais uma edição da Feira do Livro. O evento, neste ano, espera mais de cinco mil pessoas ao longo dos dias, e terá uma programação bastante completa, envolvendo a comunidade.
A reportagem do jornal A Palavra e portal CaçapavaOnline conversou com o coordenador geral do evento, Pedro Vanolin Macedo, que, adiantou alguns detalhes dos preparativos para este ano. Confira!
A Palavra / CaçapavaOnline: Como está a programação para este ano, em sua opinião?
Pedro Vanolin Macedo: Trabalhamos com determinação e afinco para definir uma programação variada, dinâmica e criativa, que possa atrair o público leitor e o público em geral.
Nossa programação mostra que não falamos somente em livros, literatura e leitura. Desejamos promover e incentivar a comunicação e expressão com o uso de outras linguagens artísticas.
Gostaria de destacar, em nossa programação, a presença do escritor Alcy Cheuiche, que estará na Feira nos dois finais de semana, na abertura e no encerramento. Inclusive ele convidou para o último dia da Feira o cineasta Tabajara Ruas, que nos mostrará cenas do filme “A Cabeça de Gumercindo Saraiva”, debatendo com o público a transformação do livro homônimo em filme.
Procuramos fazer a melhor programação possível, considerando a falta de recursos financeiros e considerando o feriadão existente no período da Feira.
A Palavra / CaçapavaOnline: Qual sua expectativa para mais uma Feira do Livro?
Pedro Vanolin Macedo: Às vésperas de iniciar um evento com dez dias de programação intensa, fica-se com muitas expectativas positivas. Receber os escritores, conversar com eles, ouvi-los, observar a reação do público, é sempre gratificante.
Durante a programação das tardes a nossa expectativa é ver multidões de crianças, com a sua alegria, com a sua pureza, interagindo com as nossas contadoras de histórias, aplaudindo as apresentações artísticas e vibrando com as peças teatrais.
No que se refere ao público, aguardamos mais de 5000 pessoas ao longo do evento. No que diz respeito às vendas, gostaríamos de vender mais de 25 mil reais. Importante mesmo, é vermos o salão lotado de gente interessada naquilo que está acontecendo.
A Palavra / CaçapavaOnline: Como vês e percebes o envolvimento da comunidade no evento?
Pedro Vanolin Macedo: Nossa Feira do Livro, na realidade, é um evento comunitário. Este importante detalhe chama a atenção dos escritores convidados. Eles entram no Salão Paroquial e veem os estandes da APAE, do Banco da Amizade, Caminhos do Sul da América, Coeducar, Coral Municipal Caçapavano, ECC – Encontro de Casais com Cristo, Liga Feminina de Combate ao Câncer, Paróquia N. Sra. da Assunção e PTG Ronda das Sesmarias. Além destes, podem observar que a SECULTUR, a SEDUC e a UNIPAMPA cuidam de estandes e nos auxiliam na organização do evento.
Deve-se considerar ainda que para cobrir todos os gastos, além do poder público, contamos com a participação de empresas caçapavanas que se preocupam com o desenvolvimento cultural de nossa gente, empresas com elevado grau de responsabilidade social.
Além de tudo isto, pessoas da comunidade sobem no palco da Feira para mostrar as suas habilidades: músicos, cantores, dançarinos…
Portanto, com a liderança de uma Comissão Organizadora, formada totalmente de voluntários, a comunidade é chamada a realizar a Feira do Livro e participar intensamente da mesma.
A Palavra / CaçapavaOnline: Deixe uma mensagem aos nossos leitores.
Pedro Vanolin Macedo: Nós, da Comissão Organizadora com a experiência de mais de uma década na realização da Feira do Livro, temos consciência de que “ler é preciso”, necessário  à sobrevivência com dignidade. O mundo está cada dia mais complexo. E a leitura ajuda-nos a compreendê-lo, identificando os acontecimentos que influenciam nossas vidas em todas as esferas, para poder interpretá-los.
Minha mensagem é para os professores: incentive a leitura, convertendo esta ação em hábito. A grande responsabilidade está em suas mãos. Estimule nossos estudantes, desde pequenos, ao exercício da leitura, não como compromisso, mas pelo prazer da descoberta, do raciocínio inteligente, da criatividade, da imaginação fértil.

Comece por você mesmo, fazendo suas leituras, trazendo seus alunos na Feira, procurando conhecer a vida e a obra dos autores convidados, participando da vida cultural da sua comunidade. Venha para a Feira do Livro, que vai acontecer de 27 de abril a 6 de maio, no Salão Paroquial de Caçapava do Sul!

Nenhum comentário:

Postar um comentário