Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Kombi Literária

A Dona Felicidade, personagem de Opalina Teixeira, e sua turma, já estão fazendo contagem regressiva para o passeio cultural da Kombi Literária, que acontece em paralelo a programação da 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul.

A proposta da Kombi é levar a contação de histórias até as escolas, com representação de personagens e interação com os alunos. O projeto teve início no ano passado e surgiu como uma alternativa para incentivar a leitura e auxiliar na formação de leitores, levando livros, músicas e brincadeiras voltadas a literatura infantil para dentro das escolas, promovendo o acesso aos livros e ao mundo mágico dos contos infantis pelas crianças.


O roteiro da Kombi Literária está sendo organizado pela Secretaria de Educação. Para as escolas que tiverem interesse em receber esta visita cultural, é necessário entrar em conato com a SEDUC.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Feira do Livro: Começa a arrecadação de livros para o estande dos sebos

As preocupações em difundir a cultura garantindo o acesso ao maior número de pessoas possível, junto com a responsabilidade ambiental, fizeram com que surgisse o estande dos sebos, um espaço destinado a comercialização de livros usados, em boas condições, com preços acessíveis.

A ação existe há três anos e é coordenada pelo projeto Caminhos do Sul daAmérica. Os recursos arrecadados com a venda dos livros são revertidos para a Feira do Livro de Caçapava do Sul.

Quem quiser doar obras literárias, os pontos de coleta estão na Rádio Caçapava, Salão Paroquial, Instituto Estadual de Educação Dinarte Ribeiro e Escola Estadual Nossa Senhora da Assunção. A 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul acontece de 27 de abril a 6 de maio, no Salão Paroquial.

Cinema, literatura e psicanálise vão estar em debate na Feira do Livro


Filme "Julieta", de Pedro Almodóvar, será exibido e analisado na 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul pelos alunos da Oficina de Literatura e Psicanálise Ariane Severo.

Na manhã de sábado, dia 5 de maio, a 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul promove a exibição do filme: “Julieta”, de Pedro Almodóvar. A atividade prevê ainda uma análise e debate da produção junto a patrona da Feira, Ariane Severo e seus alunos da Oficina de Literatura e Psicanálise.

De acordo com a programação, a coordenadora da oficina, Ariane, fará a abertura da atividade e abordará a relação entre cinema, literatura e psicanálise. Os alunos destacarão aspectos do filme ou abordados por ele. A patrona da feira destaca que esta atividade já foi apresentada no Cine Conhecimento em Canela, durante a Feira do Livro de Gramado, e está agendado no mês de agosto, a mesma apresentação, no

Contemporâneo Instituto de Psicanálise, em Porto Alegre. “Este mesmo grupo de escritores, lançou na Feira do Livro de Caçapava do Sul em 2015, uma coletânea de contos, resultante desta oficina e lançará este ano, a edição, 2017”, finaliza.

A 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul acontece de 27 de abril a 6 de maio no Salão Paroquial.


Serviço
Atividade: Cinema, Literatura e Psicanálise
Filme: Julieta de Almodóvar (99min)
Data: 5 de maio (sábado) às 9h.

Sinopse do filme: Julieta (Emma Suárez/Adriana Ugarte) é uma mulher de meia idade que está prestes a se mudar de Madri para Portugal, para acompanhar seu namorado Lorenzo (Dario Grandinetti). Entretanto, um encontro fortuito na rua com Beatriz (Michelle Jenner), uma antiga amiga de sua filha Antía (Blanca Parés), faz com que Julieta repentinamente desista da mudança. Ela resolve se mudar para o antigo prédio em que vivia, também em Madri, e lá começa a escrever uma carta para a filha relembrando o passado entre as duas.

Ariane Severo, Patrona da 28º Feira do Livro de Caçapava do Sul

 Nos dias 27 de abril a 06 de maio, acontece a Feira do Livro de Caçapava do Sul, com várias atividades culturais e artísticas. Nessa edição a Patrona é a escritora caçapavana Ariane Severo.

Para ela “Ser Patrono é uma realização para o escritor. É a concretização de um percurso. Todos os meus colegas das Oficinas de Criação Literária sentem-se homenageados. Compartilhei com meus conterrâneos o prazer com a arte de escrever. São doze anos de dedicação à cultura e literatura. Constam no meu currículo quinze títulos, alguns de minha autoria e outros em coautoria.  Escrever é o meu ofício. Ter reconhecimento do meu trabalho, na minha terra, me enche de alegria, é mais uma realização. Ser Patrona é a maior honra que recebi como escritora.