Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Carta de Ariane Severo a Feira do Livro

Prezados amigos do livro,

Nossa Feira foi impecável. Lembro da abertura e o Pedro Vanolin chamando minha atenção para a pintura nova do Salão Paroquial (incluindo o teto e as escadas do palco). Observei os estandes, o quadro da patrona, a mesa, os banners dos patrocinadores e colaboradores. O envolvimento e satisfação das pessoas que fazem a Feira acontecer. A alegria e emoção dos homenageados. A participação intensa do público. Todo o ambiente refletia o mesmo cuidado, beleza e contentamento.

Esta 28ª. Feira teve um sabor especial. Penso que ter reunido na mesma noite a patrona e a escola homenageada foi uma escolha que deixou clara a proposta e elevou a emoção.

Abrir o programa com o Hino da Feira do Livro contribuiu para  alinhar o público com o clima de seriedade e amor ao livro. Consolidando ainda mais o evento.

As atividades que assisti foram de alto nível. A proposta de valorização dos artistas locais é maravilhosa. Cada dia um tema, modelo para ser mantido. O comentário do Lucas Zamberlan na noite dos autores caçapavanos, engrandeceu os escritores e seus livros.

Nossos colegas escritores de porto Alegre (foram 27, acompanhados de familiares que não sei precisar) adoraram nossa Feira e só tecem elogios. Ficaram surpresos com a organização, o nível das atividades culturais e o público que lotou o salão todas as noites.

Para mim, foi a melhor edição da Feira do Livro de Caçapava do Sul. Sempre lembrarei com emoção. Repito: é a maior homenagem que um escritor pode receber. Ser patrono na sua terra.

Aproveito para agradecer, mais uma vez, à Comissão Organizadora e dizer do meu desejo de realizar algumas atividades literárias/culturais ao longo do ano. E reiterar meu compromisso de seguir divulgando a nossa Feira em todas os espaços da imprensa que eu venha ocupar.  Coloco-me à disposição para contribuir no que estiver ao meu alcance.

Carinhosamente, Ariane Severo Patrona da Feira do Livro de Caçapava do Sul, uma cidade que lê.

Porto Alegre, 23 de maio, 2018.