Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Uma estátua muito viva na Feira do Livro

Bahrone e Marina Colasanti

Na abertura da Feira do Livro, no dia 4 de maio, está prevista a performance de poesia com o estatuísta Marcos Bahrone, representando a figura de William Shakespeare.

O ator Bahrone, que desenvolve suas atividades no Parque da Redenção em Porto Alegre, e que esteve em Caçapava do Sul no segundo aniversário da Casa do Poeta Caçapavano. Foi convidado para voltar com nova performance. Ele, que consegue ficar totalmente imóvel em meio à multidão, parecendo adormecido, desperta a curiosidade e o interesse dos expectadores e transeuntes.

Marina Colasanti, referindo-se à Bahrone, diz que ele é uma estátua por fora e poeta por dentro, que suas estátuas variam, mas o poeta é sempre o mesmo. Esse poeta se manifesta quando alguém deposita dinheiro aos seus pés para, em troca, receber um poema. Nesta situação Bahrone desce do pedestal e, cheio de movimentos, recita Shakespeare, Drummmond, Quintana, Pessoa e outros. Marina diz que o ator pensa nessa imensa produção poética enquanto está imóvel: “trancado na estátua que escolheu, um poema atrás do outro fluem silenciosos debaixo da pele de bronze, da pele de prata, da pele de mármore ou ouro”.

O artista, se for do interesse da comunidade, pretende ficar mais uns dias na cidade de Caçapava do Sul, no decorrer da Feira do Livro.

Pedro Vanolin Macedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário